Jornal Folha da Mata - Viçosa / MG

Área do Usuário Assinar Cadastrar Entrar

Capoeira, uma expressão retirada da cantiga "Abadá da Capoeira”, que diz "Paranauê! Paranuê, Paraná", faz alusão à liberdade que os escravos encontrariam além do Rio Paraná, onde não seriam caçados por feitores ou bandeirantes. É também uma expressão usada para designar quem entende muito bem de alguma coisa. Trazendo esses conceitos para o universo da capoeira em Viçosa, a cidade ostenta a presença de mestres que entendem (manjam) da capoeira e da história que ela carrega. Para mostrar esse conhecimento foi que os sons dos berimbaus, atabaques, caxixis, pandeiros, agogôs e reco-recos ecoaram no sítio Palmeiras, bairro Novo Silvestre, em Viçosa na manhã do último sábado, 15, onde aconteceu o encontro (ou roda) de alguns grupos de capoeira. A roda foi organizada pelo professor Veizada, da academia Ginga Brasil Cordão de Ouro. Ele informou que o evento teve como objetivo a integração entre os praticantes de capoeira da cidade e serviu também para mostrar que a capoeira pode ser praticada por qualquer pessoa, seja ela criança, adolescente, adulta ou idosa. O evento contou com a participação do mestre Vitinho, do grupo Cordão de Ouro, de Viçosa, que é um grupo vinculado ao Cordão de Ouro do mestre Suassuna, de São Paulo, e do professor Bom Menino, que dá aula de capoeira há 10 anos em Madri, na Espanha, e teve ainda a participação de vários adeptos à capoeira em Viçosa, entre eles crianças, adultos e idosos.
A capoeira representa a luta e resistência dos negros brasileiros contra a escravidão durante os períodos colonial e imperial da história do Brasil. A roda de capoeira foi reconhecida pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura) em 26 de novembro de 2014, como patrimônio imaterial da humanidade. Em Viçosa a capoeira surgiu com o mestre Saci, baiano que veio estudar na UFV (Universidade federal de Viçosa) e montou um grupo que ficou sob a responsabilidade do mestre Garnisé, que continuou com as aulas de capoeira com o retorno do mestre Saci para a Bahia.
Quem quiser conhecer mais a fundo a capoeira em Viçosa pode procurar o professor Veizada, no colégio Coeducar, localizado na avenida Joaquim Lopes de Farias, bairro Santo Antônio; na academia WR na rua Doutor Milton Bandeira, centro da cidade, e na Casa do Idoso, localizada na Casa 6 da Vila Giannetti, campus da UFV.

Capoeira e Saúde
A prática da capoeira melhora a capacidade cardiovascular e respiratória, oferece um melhor condicionamento físico e mental, alivia os problemas relacionados ao stress, diminuindo tensão e fadiga; o corpo torna-se mais forte e flexível, melhora a postura eliminando maus hábitos e levando ao correto alinhamento corporal; fortalece a musculatura abdominal, resultando na melhor sustentação coluna, melhora o estado geral de saúde, otimiza o desempenho esportivo, melhora a autoestima e a segurança, aumenta o metabolismo, a força muscular e a densidade óssea quando praticada corretamente e sob boa orientação para se evitar os exageros; e ainda diminui o percentual de gordura corporal.

 

Autor: Folha da Mata

Leia outras notícias

Facebook

Como chegar

Jornal Folha da Mata

Endereço

Dr. Milton Bandeira, 160 - Sala 107 - Centro
Viçosa - MG
CEP: 36570-000

Telefone

(31) 3891-2883