Jornal Folha da Mata - Viçosa / MG

Área do Usuário Assinar Cadastrar Entrar
Viçosa adere ao Minas Consciente e extingue barreiras e rodízio de CPFs

O prefeito Ângelo Chequer (PSDB), em uma live, comunicou a adesão do município ao Programa Minas Consciente. Em forma de desabafo e bastante emocionado Ângelo disse que a partir dessa sexta-feira, 11, não se exige mais a apresentação de CPFs durante as compras no comércio da cidade. As barreiras sanitárias também estão extintas. Bares, clubes e academias voltam a funcionar, mas as aulas e as atividades religiosas como missas e cultos continuam proibidas. O Conselho Técnico do Coes de Viçosa (Centro de Operações de Emergência em Saúde) deverá fazer a sua última reunião na próxima segunda-feira, 14.

Minas Consciente

O programa Minas Consciente, do Governo de Minas Gerais, foi desenvolvido para a retomada segura das atividades econômicas. De acordo com o secretário de saúde, Marcus Schitini, as equipes da prefeitura farão a vistoria do funcionamento dos estabelecimentos, verificando o cumprimento dos protocolos do Minas Consciente.

A microrregião de Viçosa foi considerada apta a atuar na onda verde e, dessa forma, os serviços não essenciais com alto risco de contagio pelo novo coronavírus estarão liberados, como cinemas e casas de festas. Na microrregião, os municípios de Araponga, Canaã, Paula Cândido e Teixeiras foram os primeiros a aderir ao Minas Consciente.

O conselho técnico do Governo de Minas se reúne semanalmente para avaliar a situação epidemiológica das macrorregiões do estado, deliberando sobre o progresso ou regresso das ondas. Na última quarta-feira, foi deliberado que Viçosa pode funcionar com a onda verde e as mudanças começam a valer a partir do sábado, 12.

Entenda o Programa

Conforme o Governo de Minas, o programa funciona com três ondas, semelhante a um sinal semafórico. Na onda vermelha (1ª fase) só podem funcionar os serviços essenciais, tais como: supermercados; serviços bancários; farmácias; mecânicas e outros. Já na onda amarela (2ª fase), podem funcionar os serviços não essenciais, como: lojas de roupas; bares; salão de beleza; academia (com restrições); entre outros.

A terceira fase do programa é a onda verde, nela, estão liberados: atividades artísticas (produção teatral, musical e de dança e circo); cinemas, bibliotecas, museus, arquivos; parques, zoológicos e jardins; feiras, congressos, exposições, filmagens de festas, casas de festas, bufê; parques de diversão, discotecas, boliches, sinuca; bares com entretenimento (shows e espetáculos); e serviços de colocação de piercings e tatuagens.

Autor: Folha da Mata

Leia outras notícias

Facebook

Como chegar

Jornal Folha da Mata

Endereço

Dr. Milton Bandeira, 160 - Sala 107 - Centro
Viçosa - MG
CEP: 36570-000

Telefone

(31) 3891-2883