Jornal Folha da Mata - Viçosa / MG

Área do Usuário Assinar Cadastrar Entrar
Emoção e alegria na Dança

Três espetáculos gratuitos em quatro sessões lotadas encheram de arte e cultura o último final de semana Viçosa (dias 30/06 e 01 e 02/07), na Mostra Diversidade em Dança, realização do Núcleo de Arte e Dança, com apoio do Ministério da Cultura. O ‘show’ reuniu cerca de 500 bailarinos em emocionantes e diversificadas apresentações de Ballet Clássico, Dança Contemporânea, Danças Urbanas, Danças Brasileiras, Jazz com participação de grupos amadores, profissionais e estudantes de Belo Horizonte, João Monlevade, Viçosa e região.
Na abertura, o Grupo Jovem Arte e Passo, de Belo Horizonte, encantou com o espetáculo “Auto da Compadecida”, uma feliz mistura de dança, teatro e música.
A diretora do Grupo, a viçosense Liana Sáfadi ex-bailarina do Grupo Êxtase de Dança, lembrou que a diversidade e a versatilidade presentes no trabalho e na Mostra, são elementos que o mundo da arte pede que os artistas tenham. Liana destacou a importância do evento e da sua promotora, Patrícia Lima, que mobilizam positivamente a cultura da cidade, apesar das dificuldades. “Espero poder participar em outras edições do evento, que fica cada vez melhor, e poder contribuir com a cultura do nosso país”.
O Grupo Êxtase de Dança apresentou trecho de seu novo espetáculo “Arreda” que estreará neste ano e tem como inspiração a vida de artistas do interior de Minas. O trabalho, que está em fase de montagem, busca valorizar a riqueza da arte e da cultura produzidas no interior do nosso estado, bem como a força dos mineiros e de suas tradições.
A professora do Curso de Dança da UFV e orientadora do Coletivo Encruza, Laura Pronsato, considera que a Mostra tem se tornado um evento cada vez melhor e mais interessante, tanto para o público quanto para os bailarinos. Ela enfatizou que nesta edição a diversidade nas apresentações de adultos, crianças e coreografias de estilos diferentes, foi enorme, e da importância de “poder vir grupos de fora para mostrar outros modos de compor, de misturar linguagens artísticas e estilos de dança dentro do mesmo lugar, destacou que também foi muito bom além de ver a meninada dançando e nossos estudantes, que são do curso de Dança da UFV, coreografando. Muito bonito”, pontuou.
No segundo dia da Mostra, que contou com duas sessões, o deputado estadual Roberto Andrade, grande apoiador das atividades de arte e cultura viçosenses, esteve no evento e se emocionou ao assistir a apresentações de alunas do Projeto Passos Para um Futuro, implantado no Centro Educacional Dr. Januário de Andrade Fontes com o seu apoio, através do Cori MG e da Serjus - Anoreg. "Foi muito gratificante ver as meninas do Passos para um Futuro participando de uma apresentação ao lado de grupos consagrados no cenário estadual e nacional. Fico feliz por ver o quanto as dançarinas do projeto estão evoluindo”, comentou.
Além delas, alunos do Núcleo de Arte e Dança, do Projeto Voar e do Centro Experimental de Artes Secretaria Municipal de Cultura, Patrimônio Histórico e Esportes da PMV e dos grupos convidados, Grupo Jovem Arte & Passo e alunas do Real Esporte Clube, de João Monlevade abrilhantaram a noite.
O encerramento da Mostra aconteceu no domingo, com a presença do secretário municipal de Cultura de Viçosa, Paulo Roberto Cabral, que prestigiou a abertura do evento, quando o Grupo Êxtase Experimental apresentou 7 Flores, de Rosa Antuña e trabalhos de Mário Nascimento. O domingo contou também com apresentações dos bailarinos do Centro Experimental da PMV e do Projeto Voar - Instituto Asas, que irão representar Viçosa e Minas Gerais no Festival Internacional de Hip-Hop (FIH2), em Curitiba (PR), esta semana.
Os alunos do Programa Estímulo, do Grupo de Arte e Dança também se apresentaram com a coreografia “Raízes”, onde Maria Cortes fez sua estreia como a mãe de bailarina. “Esses espetáculos preenchem a cidade e fico muito feliz quando venho. Ver a minha filha entusiasmadíssima foi muito bom, um alento a mais pra pode vir ver”.
O Grupo Impacto de Dança fechou os três dias de apresentações com trecho de seu novo espetáculo, que vai contar a vida dos brasileiros e a influência das culturas que formam a identidade do nosso povo. O novo trabalho pretende registar os traços culturais e a crença na vida característica do povo brasileiro.
A Mostra Diversidade da Dança foi uma realização do Ministério da Cultura – Governo do Brasil, do Núcleo de Arte e Dança e Instituto ASAS, numa promoção da DAC - PEC- UFV em Dança, com o apoio cultural da Secretaria de Cultura Patrimônio Histórico e Esportes da PMV e patrocínio da SerjusAnoreg-Cori, Roberto Andrade, Haskell,Supermercado Amantino e Metalsider.

 

Autor: Folha da Mata

Leia outras notícias

Facebook

Como chegar

Jornal Folha da Mata

Endereço

Dr. Milton Bandeira, 160 - Sala 107 - Centro
Viçosa - MG
CEP: 36570-000

Telefone

(31) 3891-2883