Jornal Folha da Mata - Viçosa / MG

Área do Usuário Assinar Cadastrar Entrar
Delegacia Regional de Viçosa poderá receber novos profissionais

Os profissionais que atuam na Delegacia Regional de Viçosa estão esperançosos com a notícia da nomeação de 450 novos investigadores de Polícia Civil, feita pelo governador do Estado, Fernando Pimentel (PT).
A Câmara de Orçamento e Finanças da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) autorizou a nomeação dos novos profissionais, que são excedentes do último concurso público realizado para o cargo, em agosto de 2014. Em setembro deste ano, foram nomeados outros 106 excedentes do mesmo concurso, que já participam de formação policial na Academia de Polícia Civil, com previsão de formatura em março de 2018. A divulgação será feita por meio da Imprensa Oficial e do site da Polícia Civil de Minas Gerais. Essa é a quarta nomeação desse concurso. Em 2016, duas turmas de policiais ingressaram na instituição, totalizando 1.058 novos profissionais. Após o curso, os policiais serão designados às Delegacias de Polícia Civil, observando as necessidades de cada unidade.

Faltam profissionais
Desde a sua criação, em 11 de maio de 2017, a 5ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Viçosa recebeu novos delegados de polícia (conta agora com sete profissionais) e novos investigadores (a PC não informa o número exato). Atualmente, a regional de Viçosa é responsável pela segurança das cidades de Cajuri, Coimbra, Paula Cândido, Canaã, São Miguel do Anta, Araponga e Pedra do Anta. A população de Porto Firme reivindica a transferência de subordinação daquela cidade à Regional de Viçosa.
Informações repassadas ao Folha da Mata dão conta de que com a elevação da Delegacia de Viçosa à categoria de Regional e com a volta dos plantões regionalizados, há a necessidade de se nomear novos profissionais para as diversas áreas da Delegacia. O número de profissionais que atuam em todas as áreas é insuficiente e sabe-se que vários profissionais que atuam em cidades da região, tais como Visconde do Rio Branco, Ubá e Ponte Nova, têm interesse de serem transferidos para Viçosa. Uma promessa feita pelo deputado Thiago Cota, no dia da inauguração da Regional de Viçosa, anunciava, além da transferência de novos profissionais para a cidade, a criação da Delegacia da Mulher com a nomeação de uma delegada, o que ainda não aconteceu.
Outra necessidade é a nomeação de médicos legistas para PPI (Posto de Perícias Integradas), onde funciona o IML (Instituto Médico Legal), que hoje conta com cinco peritos criminais, mas que continua removendo corpos para o IML de Ubá por falta de profissionais. A liberação de um veículo Citroen Aircross, especialmente equipado para atender as necessidades dos peritos e que foi comprado há um ano, também é reivindicada pelos profissionais que atuam no PPI. Enquanto isso, os peritos usam um Fiat/Uno cedido pela Delegacia de Viçosa.
A assessoria do deputado Estadual Thiago Cota informou que em conversa com o chefe de Polícia Civil do Estado de Minas Gerais, João Octácilio Neto, ficou acertada a instalação da Delegacia da Mulher em Viçosa para o primeiro semestre de 2018. Para que isso ocorra, o município ganhará novas profissionais capacitadas para as suas respectivas funções.

 

Autor: Folha da Mata

Leia outras notícias

Facebook

Como chegar

Jornal Folha da Mata

Endereço

Dr. Milton Bandeira, 160 - Sala 107 - Centro
Viçosa - MG
CEP: 36570-000

Telefone

(31) 3891-2883