Jornal Folha da Mata - Viçosa / MG

Área do Usuário Assinar Cadastrar Entrar
Consultórios odontológicos da PMV permanecem fechados

As pessoas que têm procurado pelos serviços odontológicos da Prefeitura de Viçosa estão voltando para suas residências sem o devido atendimento. É que o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), criado pelo programa “Brasil Sorridente” do Governo Federal, e que funcionava em dois endereços na cidade estão com suas portas fechadas.
A situação ruim vem desde a época em que o ex-secretário de Saúde, José Aparecido de Souza (Cido), acabou com o CEO alegando que o seu funcionamento, baseado nas regras do Programa do Governo, não tinha como ser gerenciado. A ideia, à época, era melhorar a qualidade do serviço de atenção básica em saúde bucal priorizando o atendimento básico com o aumento de três para oito cadeiras odontológicas, onde 14 dentistas ficariam à disposição da comunidade.
Só que a realidade atual é outra. As duas casas alugadas para o serviço – uma na rua Virgílio Val e outra na avenida Santa Rita, com um total de oito consultórios – estão sem atender ao público há vários dias. Além delas, as Unidades Básicas do Programa Saúde da Família (PSF) dos Bairros Amoras, Novo Silvestre, Nova Viçosa, Santo Antônio II e São José e dos distritos de Cachoeira de Santa Cruz, Silvestre e São José do Triunfo, que mantêm consultórios odontológicos, também estão fechadas.
Hoje, cerca de 16 dentistas são contratados pela PMV, por meio de concurso, além de técnicos e outros profissionais atuam na área e estão recebendo sem poder trabalhar.
A reportagem do jornal apurou que não há técnicos para a manutenção dos equipamentos que estão estragados há mais de um ano. De acordo com um profissional da área – que pediu para não ser identificado – os equipamentos ficaram sem manutenção e atualmente nenhum deles funciona.
Segundo a assessoria de Imprensa da Prefeitura, essa semana foi contratada a empresa Wztec Assistência Ltda, de Viçosa, que fará a manutenção dos equipamentos ao preço de R$ 63 mil. Ela ficará responsável também pelo fornecimento de peças que por ventura tiverem de ser substituídas. A prestação do serviço já está autorizada e a expectativa é que em até 30 dias ela seja concluída.
Os atendimentos odontológicos à população viçosense somente acontecerão na clínica da avenida Santa Rita que receberá o reforço dos consultórios da Virgílio Val, cujo imóvel alugado será fechado e entregue a seu proprietário.

 

Autor: Folha da Mata

Leia outras notícias

Facebook

Como chegar

Jornal Folha da Mata

Endereço

Dr. Milton Bandeira, 160 - Sala 107 - Centro
Viçosa - MG
CEP: 36570-000

Telefone

(31) 3891-2883