Jornal Folha da Mata - Viçosa / MG

Área do Usuário Assinar Cadastrar Entrar
Bem avaliada pelo Enade e Anasem, UFV está fora do ranking das 200 melhores do mundo

Na mesma semana que recebeu a notícia de pontuação máxima (5, numa escala de 0 a 5) de seu curso de Medicina na avaliação feita pelo Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes), a UFV foi surpreendida com a notícia de que está fora do grupo das 200 melhores universidades do mundo, que frequentava há várias décadas.
O ranking do Enade, mede o desempenho dos estudantes, avaliando conhecimento, competências e habilidades ao longo do curso, divulgado no dia 1º de setembro pelo Ministério da Educação.
Já no ranking da Anasem (Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina), que avalia os estudantes de graduação em medicina, do segundo, quarto e sexto anos, por meio de instrumentos e métodos que considerem os conhecimentos, as habilidades e as atitudes previstas nas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina, o curso da UFV também está acima da média nacional, estadual e da região Sudeste elaborado pela Anasem. Os estudantes do curso da Universidade atingiram a média de 110,4 pontos, enquanto a média nacional foi de 100 pontos, a do Sudeste de 99,6 e a de Minas Gerais de 100,3, conforme o resultado da avaliação divulgado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) em março deste ano.

Lista das melhores do mundo
De acordo com a publicação britânica THE (Times Higher Education), uma das principais em avaliação do ensino superior no mundo, o Brasil perdeu seis universidades no ranking publicado neste ano, citando apenas 21 instituições na lista mundial, contra 27 no ano passado.
O ranking mostrou que as universidades federais de Viçosa (UFV), Paraná (Ufpr), Bahia (Ufba), Goiás (UFG), Ouro Preto (Ufop), Santa Maria (Ufsm), Lavras (Ufla) e as estaduais de Londrina (UEL) e Maringá (UEM) deixaram de participar do ranking, que leva em conta cinco áreas: ensino (o ambiente de aprendizado), pesquisa (volume, renda e reputação), citações (influência na pesquisa), panorama internacional (equipe, estudantes e pesquisa), renda industrial (transferência de conhecimento).
A USP (Universidade de São Paulo) segue como a primeira do País, em um grupo que está entre 251 e 300 melhores universidades. Já a Universidade Federal de Itajubá, Universidade de Brasília, Universidade Federal de Pelotas e Universidade Estadual de Ponta Grossa, entraram para o ranking na faixa de 600 a 1000 no ranking.

Confira
A lista das 21 universidades brasileiras, por ordem crescente, que estão no World University Rankings:
Universidade de São Paulo
Universidade Estadual de Campinas
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal do ABC (UFABC)
Universidade Federal de Itajubá
Universidade Federal de Minas Gerais
Universidade Federal do Rio de Janeiro
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)
Universidade Estadual de São Paulo (UNESP)
Universidade de Brasília
Universidade Federal do Ceará (UFC)
Universidade Federal de Pelotas
Universidade Federal de Pernambuco
Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Universidade Federal de Santa Catarina
Universidade Federal de São Carlos
Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)
Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ)
Universidade Estadual de Ponta Grossa

 

Autor: Folha da Mata

Leia outras notícias

Facebook

Como chegar

Jornal Folha da Mata

Endereço

Dr. Milton Bandeira, 160 - Sala 107 - Centro
Viçosa - MG
CEP: 36570-000

Telefone

(31) 3891-2883